Os elementos simbólicos significativo da era da águas.

The significant items symbolic of the era of freshwater Amazon.

 

 

 

1 – THE MOTHER OF WATERS
2 – COBRA GRANDE
3 – THE MARACÁ
4 – THE BOTO (RIO BRANCO)
5 – THE IO
6 – THE BEE

1 – Mother of water – It is to be responsible for generating the element water. Water indispensable component of the rise and maintenance of biodiversity on our planet. Therefore, human existence depends on it, without it the human being does not survive. The aquarium was, or was water as we understand, there would not be possible without the water, because there is the human being, which is the primary element that makes it possible to land this time.

2 – Big Snake – The big snake, or a large snake as you want, there is symbolically representing the vibrant energy in their training, the wave, which is beyond the reach of our bio-vision, the sound of the human voice, and the sonority that manifest themselves through the translation of these alphabetic symbols that you are reading and listening to at that time, making possible the message: we all kind of vehicle that makes possible an intermediary communication.

3 – Maracá – It’s official native instrument that was universal native, is what makes humans understand themselves as a symbolically be God, the lord of creation of the universe vibrant and noticeable. This is as follows. The Maracá it is actually a book ancestral native Florestan immemorial, and for the native feel more symbolically incorporating be paramount that made possible the existence of this size university palpable experience that it is translated as follows:
Begin with the material elements that make up the indigenous Maracá or cowbell.
The above is part of spherical, the spherical symbolizes eternity, not the beginning or middle, or end, the whole network. Within this part are spherical raised a wide range of seeds. They represent the chaos stops there. And when the Maracá is handled by native, the sound produced by rubbing the seeds with the spherical shell of the fruit of the gourd, producing sound or element translated as harmony. Therefore, making an appropriate relationship with all that experience, we can say that everything we perceive are associations of stages vibrant and palpable vibrant condensation of particles. And so, making a Maracá vibrate, we became the symbolic representation of the principle that generated the whole perceptible vibrant with which interacted. We went to be a representation of God in miniature. And God can give is starting and access all in the context of the new era, because as we have power to intervene, articulate, transform, enable everything that is considered possible or impossible. We are a God embody. And what we want for our planet? Certainly we want peace, love, happiness, comfort, in short, everything we need for that land is an ideal place for our experience as intelligent human beings, a place to return to power of spiritual elevation without conflict of any kind.
In the land prophecy, there is anticipation of the arrival of a time where we will give great social transformations, this period is known as the era of aquarium or water was. And this time as the water, comes as banzeiros as waves. Some lendologos say that the first wave manifested itself in the decade 60.
And as God, we can make it take place, and at this point is that we seek and enter the universe of our native significant symbolic elements, which allow the realization of this prophecy. And the first element to the beginning of events is a messenger, is one that brings the information and shows the way. And BOTO enter into the scene.

4 – Boto – It’s perfect for that context, is the mutant, is the fish that turns into a human being, a being capable of changing reality, to interact with psycho-different realities without shakes, keep its essence Therefore is that you be able to experience this quiet revolution transforming the way, without existential conflicts. He comes from the aquatic universe, and knows communicate with the men. The Boto is the lord of the era of water. And the spatial context symbolic net, where these changes will lead to paradigms of humanity, is the bed of the Rio Branco, or the city of Rio Branco someone wants. Woe is where the legend of the human fish is done, because you live in the river is fish, and in the case of residents of Rio Branco therefore we are human beings, while fish, porpoises are the new era. Is the power to enchant the propelling force with which the porpoises will lead to major changes. With its power of enchantment that he will bring change, enabling entry in this new reality envisaged as a new era, and people will be delighted, and then enter the fifth significant symbolic element of this new era. The Beija-flor.

5 – Beija-flor – It is the element of nature to which the use Boto, through imagination to the human condition to absorb the state of mind that led to transcend the human condition and become messengers of the new era; messenger of a new kingdom on earth. And identified as the messengers of a new era, as are the ancient figures known as messengers from heaven? the new kingdom? We meet them on references in the Bible, humans are winged, popularly known as angels. And to give wings to humans, the Boto uses the power of enchantment. And it does through the oratory speaking as follows:
- If a picture hummingbird, and every person you get closer, look like a flower, and all who come closer to you, see it as a hummingbird, which only came for what you have to as sweet; the nectar of your soul. And so we will have flowers, kisses and flowers humanities taking account of the earth, giving new life to the kingdom, a kingdom is not of this world, that we have defined as within the imagination, but it can be transported to this dimension we call reality.

6 – Bee – There is already acting as a human being, within this new world, this new garden, he is reaping the pollen of flowers that will find the way, and with them produce books, paintings, songs, poems and so on. And delivering people, that is, making honey, producing what we can produce more candy and putting it all for the provision of that feed with one who can produce the better.

 

Os elementos simbólicos significativo da era da águas doces amazônica.

 

1 – A MÃE DAS ÁGUAS
2 – COBRA GRANDE
3 – O MARACÁ
4 – O BOTO (DO RIO BRANCO)
5 – O BEIJA-FLOR
6 – A ABELHA

1 – Mãe das águas – É o ser a responsável pela geração do elemento água. Água o elemento imprescindível para surgimento e manutenção da biodiversidade do nosso planeta. Portanto, a existência humana depende dela, sem ela o ser humano não sobrevive. A era de aquário, ou era das águas tal como entendemos, não seria possível sem existência da água, pois não existiria o ser humano, que é o elemento primordial que torna possível esse período terrestre.

2 – Cobra Grande – A cobra grande, ou grande serpente como queira, simbolicamente está ai representando a energia no seu estágio vibrante; o ondulante; o que está além do alcance da nossa bio-visão; o som da voz humana, bem como a sonoridade  que se manifestam através das traduções desses símbolos alfabéticos que você esta lendo e ouvindo nesse momento,  tornando possível a mensagem; é todo tipo de veiculo intermediário que torna possível uma comunicação.

3 – Maracá – É o instrumento oficial do nativo nessa era nativa universal, é o que faz o ser humano compreender-se  simbolicamente como um ser Deus; o senhor da criação do universo vibrante e perceptível. Isso se dá da seguinte maneira. O maracá na verdade é um livro ancestral nativo florestano imemorial, e para que o nativo sinta-se simbolicamente incorporando o ser primordial que tornou possível a existência desta dimensão univérsica palpável que vivenciamos ele  é  traduzido da seguinte forma:
Começar com os elementos significativos que compõem o maracá indígena ou chocalho.
A parte de cima é esférica, o esférico simboliza a eternidade; o sem principio, nem meio, nem fim; o todo existente. Dentro desta parte esférica são colocadas as mais variadas sementes. Essas sementes ai paradas representam o caos. E quando o maracá é movimentado pelo nativo, a sonoridade produzida pelo atrito das sementes com a casca do fruto esférico da cabaça, produz som ou o elemento traduzido como harmonia. Portanto, fazendo uma relação disso com tudo que vivenciamos, podemos dizer que tudo que nos percebemos são associações de estágios vibrantes e condensações palpáveis vibrantes de partículas. E assim, fazendo um maracá vibrar, nos tornamos a representação simbólica do principio que gerou o todo perceptível vibrante com o qual interagimos. Passamos a ser uma representação de Deus em miniatura. E sendo Deus podemos dar inicio e acessar todos no contexto da nova era , pois como tal  temos poder de intervir, articular, transformar, possibilitar tudo que é tido como possível ou impossível.  Somos um Deus corporificado. E  o que queremos para nosso planeta? Com certeza queremos paz, amor, felicidade, conforto, enfim, tudo que precisamos para que terra seja um lugar ideal para nossa experiência como seres humanos inteligentes, um lugar de reposição de energia, de elevação espiritual sem conflitos de qualquer espécie.
No profetismo terrestre, existe a previsão da chegada de um tempo aonde vai se dar a grandes transformações sociais, esse período é conhecido como a era de aquário ou era das águas. E esse período assim como as águas, vem como banzeiros, como ondas. Alguns lendologos afirmam que a primeira onda manifestou-se na década 60. 
E como Deus, nos podemos faze-la realizar-se, e é  nesse ponto que buscamos e entramos no universo nativo dos nossos elementos simbólicos significativos, que possibilitam a concretização desta profecia. E o primeiro elemento para o inicio dos acontecimentos  é um mensageiro; é aquele que traz as informações e mostra o caminho. E entra em cena o BOTO.  

4 – Boto – É o ser perfeito para esse contexto, é o elemento mutante, é o peixe que se transforma em ser humano; um ser capaz de mudar de realidade; de interagir com psico-realidades diferentes sem se abala, manter a sua essência, portanto é o ser que está capacitado para vivenciar essa  revolução transformadora de forma tranqüila, sem conflitos existenciais. Ele vem do universo aquático, e sabe comunicar-se com os homens. O Boto é o senhor da era das águas. E o contexto espacial simbólico líquido, de onde vai comandar essas mudanças de paradigmas da humanidade, é o leito do Rio Branco, ou a cidade de Rio Branco como queiram. Ai está local onde a lenda do humano peixe  se realiza,  pois que vive no rio é peixe, e no caso dos moradores do Rio Branco portanto somos seres humanos e ao mesmo tempo peixes, somos Botos da nova era. Está no poder de  encantar a força propulsora com a qual os botos vão comandar a grande transformação. Com  o seu poder de encantamento ele vai proporcionar essa mudança, possibilitar entrada nessa nova realidade prevista como nova era, e será encantando as pessoas; e ai entra o quinto elemento simbólico significativo desta nova era. O BEIJA-FLOR.

5 – Beija-flor – É o elemento da natureza ao qual o Boto recorre, para através da imaginação condicionar os humanos a absorverem o estado de espírito que os levara a transcender a condição de humano e tornarem-se mensageiros da nova era; mensageiro de um novo reino na terra. E como identificamos os mensageiros de um novo tempo, como são as figuras milenares conhecida como mensageiros dos céus? do novo reino? Nos encontramos referencias sobre eles na Bíblia, são seres humanos alados, popularmente conhecidos como anjos. E para dá asas aos humanos, o Boto usa do poder de encantamento. E o faz através da oratória falando da seguinte forma:
- Se imagine um beija-flor, e toda pessoa que você se aproximar, veja como uma flor, e todos que se aproximarem de você, veja-o como um beija-flor, que só veio buscar o que você tem de mais doce; o necta da sua alma. E assim então teremos beija-flores e flores humanas tomando conta da terra; dando vida ao novo reino; um reino que não é desse mundo, que esta dentro do que definimos como imaginação, mas que é possível ser transportado para  essa dimensão que chamamos de realidade.

6 – Abelha – Ai já é o ser humano agindo, dentro desse novo mundo; desse novo jardim, é ele colhendo os pólen das flores que vai encontrando pelo caminho, e com eles produzindo livros, quadros, músicas, poemas e etc. E os entregando as pessoas, ou seja, fazendo mel; produzindo o que de mais doce pode produzir e colocando isso a disposição de todos para que alimentem-se com o que pode produzir de melhor.

About these ads

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

%d blogueiros gostam disto: