UMA LÁGRIMA CÓSMICA

A TEAR  COSMIC FORCES
At first heat and cold is not understood, a conflict that seemed to have no end, the mother nature was everything to them peacefully, but believed that only a miracle for resolving the situation. And a day already very tired, sat in a corner, and an immense sadness involved in, lowered his head and a drop of tear rolled on her face, and was falling between the two creatures.

And the mother nature thought: – “Coitada such fragile creatures, will be massacred.”

The heat went to Gotinha with their light ABRAS, but the Gotinha soon split the light into different colors, the heat went further, and she responded evaporating and away from, going toward the cold, and as followed in direction of the cold by adding the parties would dilated by the heat, returning again to be a liquid drench, surrounding the cold then tried it, but she reacted quickly solidify and escaping, and back toward the heat, and so it was, going go out there and here, go there and here.
And for the first time the Mom smiled nature, the creatures created by his sadness that seemed so fragile, was stronger than imagined.
And that goes in and comes to realize the cold Gotinha did something that existed beyond the cold and heat in turn, also realized that there was something besides the heat. And so the seemingly fragile creatures proved to be stronger than cold and heat, becoming a messenger between the two, and as time goes by cold and heat were chill out and learning to live with their differences. And Mother Nature happy, named the Gotinha of planet Earth and gave her many gifts generated by his smile. And one of those present called a human being, was a special gift that serve to help it keep Gotinha always well maintained and clean. And in return Gotinha ceded the part of your body profit for the mother nature to multiply and that allowed them to ingerissem daily part of your body profit to survive, and so to this day with everyone doing their part to keep the Gotinha Always clean and living in peace with the following gifts of mother nature that remains always smiling. But lately means worried, even knowing that after many ages, humans have recognized the precious gift that is living with her and that the little aware of the responsibility they were given by mother nature, and even if organized around her taking the attitudes of draft documents to ensure their protection and preservation, and that with the passage of time acknowledged as a symbol of life and universal peace. And one of those documents drafted by a group of people, that the period of transition milena became known as UN (United Nations) was entitled “The Universal Declaration of the Rights of the Water”, and has the following contents:

1 – The water is part of the heritage of the planet. Each continent, every nation, every nation, every region, every city, every citizen, is fully responsible for all to see.

2 – Water is the life blood of our planet. It is an essential condition of life of every plant, animal or human being. Without it we could not conceive how is the atmosphere, climate, vegetation, culture and agriculture.

3 – Natural resources processing of water in drinking water is slow, fragile and very limited. Therefore, the water must be handled with logic, caution and parsimony.

4 – The balance and the future of our planet depend on the preservation of water and its cycles. These must remain intact and functioning normally to ensure the continuity of life on Earth. This balance depends in particular, the preservation of seas and oceans, where the cycle begins.

5 – Water is not only legacy of our predecessors, it is above all a loan to our successors. Your protection is a vital necessity and the moral obligation of man to present and future generations.

6 – Water is not a free gift of nature, it has an economic value: you need is to know that she is sometimes rare and expensive and that may well fall short in any region of the world.

7 – The water should not be wasted or polluted, nor poisoned. In general, their use should be made with awareness and wisdom so that failure to reach a state of exhaustion or deterioration of quality of the reserves currently available.

8 – The use of water leads to respect the law. Your protection is a legal obligation for every man or social group that uses it. This issue should not be ignored either by man or by the state.

9 – The management of water requires a balance between the imperatives of its protection and the needs of economic order, health and social.

10 – The planning of water management should take into account the solidarity and consensus due to its uneven distribution on earth.

A Gotinha of water can make a difference, “The appearances deceive the times.”

XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX
UMA LÁGRIMA CÓSMICA
No começo o frio e o calor não se entendiam, um conflito que parecia não ter fim, a mãe natureza fazia de tudo para pacificá-los, mas acreditava que só um milagre pra resolver a situação. E um dia já bastante cansada, sentou-se num canto, e uma imensa tristeza a envolveu, baixou a cabeça e uma gota de lágrima rolou pelo seu rosto, e foi cair entre as duas criaturas.
E a mãe natureza pensou: – “Coitada dessa frágil criaturinha, vai ser massacrada.”
O calor aproximou-se da gotinha com sua luz abrasadora, mas a gotinha logo dividiu a luz em varias cores, o calor aproximou-se mais ainda, e ela reagiu evaporando e afastando-se, indo em direção ao frio, e enquanto seguia na direção do frio ia juntando as partes dilatadas pelo calor, voltando a ser novamente uma poção líquida, o frio então tentou envolve-la, mas ela rapidamente reagiu solidificando-se e escapando, e voltou em direção ao calor, e assim ela ficou, indo pra lá e pra cá, pra lá e pra cá.
E pela primeira vez a mãe natureza sorriu, a criaturinha gerada por sua tristeza, que parecia tão frágil, era mais forte que imaginara.
E nesse constante vai e vem a gotinha fez o frio perceber que existia algo além do frio e o calor por sua vez, também percebeu que existia algo além do calor. E a assim a aparentemente frágil criaturinha revelou-se mais forte que frio e calor, tornando-se uma mensageira entre os dois, e com o passar do tempo frio e calor foram acalmando-se e aprendendo a conviver com suas diferenças. E a Mãe Natureza feliz, batizou a gotinha de planeta Terra e deu a ela muitos presentes gerados pelo seu sorriso. E um desses presentes chamou de ser humano, era um presente especial que serviria para ajudá-la a manter a gotinha sempre bem cuidada e limpinha. E em troca a gotinha cedeu parte do seu corpo liquido para que a mãe natureza os multiplicasse e para isso permitia que eles diariamente ingerissem parte do seu corpo liquido para sobreviverem, e é assim até hoje com todos fazendo a sua parte para que a gotinha continue sempre limpinha e vida seguindo em paz com os presentes da mãe natureza que continua sempre sorrindo. Mas ultimamente meio preocupada, mesmo sabendo que depois de muitas eras, os seres humanos reconheceram a preciosa dádiva que é conviver com ela e que aos pouco tomaram consciência da responsabilidade que lhes foi dada pela mãe natureza, e até se organizaram em torno dela tomando a atitudes de redigirem documentos para assegurar sua proteção e preservação, e que com passar do tempo a reconheceram como símbolo da vida e da paz universal. E um desses documentos redigido por um grupo de pessoas, que no período da transição milênica ficou conhecido como ONU (Organização das Nações Unidas) foi intitulado “A Declaração Universal dos Direitos da Água”, e que tem o seguinte conteúdo:
1 – A água faz parte do patrimônio do planeta. Cada continente, cada povo, cada nação, cada região, cada cidade, cada cidadão, é plenamente responsável aos olhos de todos.
2 – A água é a seiva de nosso planeta. Ela é condição essencial de vida de todo vegetal, animal ou ser humano. Sem ela não poderíamos conceber como são a atmosfera, o clima, a vegetação, a cultura ou a agricultura.
3 – Os recursos naturais de transformação da água em água potável são lentos, frágeis e muito limitados. Assim sendo, a água deve ser manipulada com racionalidade, precaução e parcimônia.
4 – O equilíbrio e o futuro de nosso planeta dependem da preservação da água e de seus ciclos. Estes devem permanecer intactos e funcionando normalmente para garantir a continuidade da vida sobre a Terra. Este equilíbrio depende em particular, da preservação dos mares e oceanos, por onde os ciclos começam.
5 – A água não é somente herança de nossos predecessores; ela é, sobretudo, um empréstimo aos nossos sucessores. Sua proteção constitui uma necessidade vital, assim como a obrigação moral do homem para com as gerações presentes e futuras.
6 – A água não é uma doação gratuita da natureza; ela tem um valor econômico: precisa-se saber que ela é, algumas vezes, rara e dispendiosa e que pode muito bem escassear em qualquer região do mundo.
7 – A água não deve ser desperdiçada, nem poluída, nem envenenada. De maneira geral, sua utilização deve ser feita com consciência e discernimento para que não se chegue a uma situação de esgotamento ou de deterioração da qualidade das reservas atualmente disponíveis.
8 – A utilização da água implica em respeito à lei. Sua proteção constitui uma obrigação jurídica para todo homem ou grupo social que a utiliza. Esta questão não deve ser ignorada nem pelo homem nem pelo Estado.
9 – A gestão da água impõe um equilíbrio entre os imperativos de sua proteção e as necessidades de ordem econômica, sanitária e social.
10 – O planejamento da gestão da água deve levar em conta a solidariedade e o consenso em razão de sua distribuição desigual sobre a Terra.
Uma gotinha d’gua pode fazer a diferença, “As aparências as vezes enganam.”

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: